Varrer e limpar

O chão nunca esteve tão sujo. Poeira e detritos transformam o “varrer” e “limpar” em uma tarefa um tanto quanto difícil de ser executada. O sol brilha sem medo em uma tarde quente e vazia na intenção de carbonizar meus pensamentos.

Como uma tarefa tão simples pode ser tão difícil? A cada rajada de vento minha raiva aumenta na mesma sintonia em que a sujeira se espalha por todo o quintal. Talvez três horas, quatro dias ou cinco meses sejam suficientes para que o serviço seja terminado.

Deitado e olhando para o céu, consigo enxergar minha vida nos mínimos detalhes. Percebo que muito dela poderia ter sido diferente e que muito tempo poderia ter sido melhor aproveitado.

Minha avó uma vez me disse: “não importa o que aconteça, a vida está sempre passando. Nunca fique parado e arrume algo pra fazer, pois o tempo não para e quando olhar para trás conseguirá ver que aproveitou os dias, pelo menos, de alguma forma útil”.

Pensando bem, acho que vou dar uma saída, pois muita coisa ainda precisa ser feita. Por incrível que pareça, o tempo é curto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s