Divagações

Procuro um jeito rápido para nunca mais conseguir resolver os meus problemas. Raiva. Fome. Impaciência. Uma gota de chuva cai e percebo o quanto isso é simples. Buscarei a eficiência e honestidade dos Poderes Executivo e Judiciário. Hipócrita. Sou apenas mais um idiota que critica o país que vivemos. Tudo bem. Não busco a aprovação de ninguém. Tenho consciência que tudo poderia ser bem melhor. Se quisessem. Se deixassem. Se…
.
Enquanto viajo em meus próprios pesadelos, um passarinho canta a minha janela. Vejo em seus olhos que está feliz. Radiante. Irônico. Aposto que grita a plenos pulmões o quanto me acha um grandessíssimo otário. Sorrio e penso calado. Aproveite, pois logo, logo estaremos todos extintos.
.
Não sei porque ainda contento-me em imaginar situações e diálogos que nunca irão existir? Perco horas e horas fingindo ser algo que nunca poderei ser. É um bom passatempo quando temos noção de nossa verdadeira realidade.
.
Celestial Wonder by Miwok.
Preocupo-me com aqueles que estão a minha volta, mas acho que nem sempre sabem que realmente me importo. Talvez nem desconfiam. Olham-me com desdém e proferem palavras injustas pelas minhas costas. Bem-vindo ao mundo real! Você por acaso pensou que haveria justiça se tratasse o outros bem? Se andasse na linha? A única justiça que existe é aquela que você faz por você mesmo. Sem esperar nada em troca. Sem depender que o mundo lute por você.
.
Imagino se o amor tem capacidade para sobreviver em meio ao caos que vivemos hoje. Minha família não mostrou que é possível. Meus heróis menos ainda. Pelo menos a arte, os filmes e livros fazem-me fugir da realidade por alguns instantes.
.
Olhar o céu algumas vezes me traz momentos de paz. Principalmente quando o sol me esquenta pouco ao pouco enquanto acaricio um animal de estimação. Os animais são os únicos que realmente aprenderam a viver. Não querem nada além daquilo que precisam. Amam, transam, brincam. Não há nenhuma farsa em seu olhar. Pena que nós humanos há muito tempo esquecemos que também podemos ser assim.
.
Enfim, já está na hora de fechar os olhos e esquecer que escrevi tanta bobagem por aqui. Não há sentido nenhum em divagar sem ter coragem para seguir nosso próprio coração. Esqueço. Nego. Choro. Não há um dia sequer que não penso em você. Até mais ver. Adeus.

Ódio

Eu quero que você morra, sofra, sangre e chore. Que pegue uma doença por cada pessoa que você prejudicou. Que bata o carro, quebre os dentes, o nariz, a boca. Que desloquem sua retina, furem seus olhos e riam do seu desespero.

Desejo que te enquadrem, prendam-no e o torturem. Que você fique aleijado, paralítico ou tetraplégico. Que dependa dos outros. Que passe as noites em claro. Que o remorso mastigue sua alma. Que o sabor de seu café esteja sempre amargo. Que nunca mais consiga sorrir.

Torço para que você mendigue. Seja despejado. Que tomem seus bens. Arranquem suas unhas. Te estuprem. Que passe frio, fome e volte humilhado para sua terra. Que não tenha ninguém. Que seja assaltado, espancado, morto. Tenha câncer. Fique cego. Surdo. Mudo.

Espero que seus filhos tenham vergonha de você. Que sua família finja que não te conhece. Que seus amigos virem a cara ao vê-lo andando pela rua. Que seus pais chorem ao saber de suas trapaças.

Projeto a ti apenas o mal.

E mesmo que ainda possa ter a satisfação de presenciar o seu declínio e fracasso completos, sei que a sua desgraça nunca trará nada de bom a ninguém, muito menos a mim.

Rezo para que um dia consiga esquecer que você existe.

________________
Imagem: Jon Bunting