Cálculo

Fezes pastosas
Amarelas
Um cheiro extremamente horrível

A urina é vermelha
Incomum
Única

As costas doem
Alucinadamente
Pontadas na região lombar que jamais cessam

Viro me durante toda a noite
De um lado ao outro
É impossível dormir

Deito-me no chão
Respiro fundo
A noite será longa

O corpo encharcado de suor
Boca seca
Hálito imundo

Não sei como minha mulher ainda me ama

_________________________
Imagem: Vadim Omsk

Anúncios

Esse poema é pra você

Que joga lixo na rua
Trata garçons e porteiros com desdém
Maltrata animais
Chega sempre atrasado
Joga bituca de cigarro no chão
Por que você esqueceu que bituca também é lixo, né, arrombado?
Hipócrita
Porco
Egoísta
Só lembra dos amigos quando precisa
Não se coloca no lugar do outro
Sonega impostos
Deve
Rouba
Violenta
Não recolhe as fezes do seu cachorro da calçada
Arredonda o valor para mais
Faz charme
Provoca
Trai
Não guarda o peso que usou na academia
Dá bala de troco
Ocupa duas vagas no estacionamento
É amante de alguém
Explora
Finge
Chora

Enfim…
Vai à merda!
____________________________________________
Imagem: Rmaja
.

Pus

Pus
Sangue
Dor

A ferida aberta exala um cheiro podre
Os vermes dançam nas suas vísceras
Um carrocel pútrido

Os corvos olham ao longe
Pensam se ainda vale a pena se fartar de sua carne
Ratos não gostariam

Órgãos expostos
Olhos abertos
Pele rígida

Você já deveria ter ido há muito tempo
Nada lhe restou agora
Apenas as chamas do inferno

Abro um vinho
Comemoro o seu declínio
Danço sobre o seu cadáver

Mas sei que logo estaremos juntos
Para nos humilharmos eternamente
E lutar ao máximo para ver o outro sofrer

Aguarde-me
Pois já sinto o calor do fogo
E o sono sempre intranquilo guia-me pelo mesmo caminho

_______________
Imagem: Fernando Mafra