Um dia irão se lembrar

O grito desesperado de um sem-teto tira minha concentração. Sou alvo fácil para aqueles que me querem mal.

Três goles, dois tragos e um sorriso. Posso vê-la ao longe, mas ela finge não estar lá. Apenas por diversão. Apenas para rir daqueles que a admiram. Seus toques são sonhos. Os beijos safiras.

Semeio os gestos com carinho, pois sei que o amor um dia brotará em você.

Aparo os galhos tristes para que a felicidade volte a brilhar.

Adubo a verdade e despisto as mentiras em nosso caminho.

O mundo é cruel para aqueles que são puros, mas o brilho nos seus olhos acalma qualquer aflição.

Sei que não posso esperar dos outros aquilo que nunca poderei ser. Porém, finjo que minha hipocrisia desaparecerá junto ao aroma de seu perfume.

Fecho meus olhos. Sonho. Deliro.

Um dia serei algo que todos irão lembrar.

__________
Image: Frank Carman

Jagged Little Pill

Estava sentado com o joelho sobre o banco e o braço direito apoiado sobre a mesma perna. O pulso balançava enquanto ele observava o movimento. Estava postado exatamente em frente ao elevador do oitavo andar. Cada vez que o sinal tocava, uma garota mais linda que a outra chegava para retomar seus estudos. Com paixões instantâneas a cada minuto, dava-se conta que havia matriculado-se na faculdade errada, afinal estava ali observando magníficas beldades apenas para esperar seu amigo ganhar presença para que, então, pudessem se alcoolizar no bar da avenida mais próxima.
.
Após um quarto de hora, seu companheiro saiu da sala com uma das mulheres mais lindas que ele já havia tido a oportunidade de ver. Branca como a neve, longos cabelos negros até o meio das costas, um sorriso incrível e um olhar, no mínimo, cativante. Poderia gritar versos de amor para um telhado de cimento. Era exatamente o seu tipo. O tipo que mais lhe encantava. Apresentaram-se e começaram a discutir sobre o preocupante trabalho. Ela precisava ensaiar suas falas para a apresentação de um seminário e acabou usando os dois como cobaia. Seu amigo fazia o possível para tentar ajudar, mas ele, o protagonista, claro, nunca havia tido uma aula sequer de marketing, não fazia ideia sobre o que estavam falando e, mesmo que se esforçasse, a única coisa que realmente lhe prendia a atenção era a impressionante beleza daquela menina.
.
Image by Maarten van Maanen
.
Mais um tempo se passou e a garota mágica voltou à sala para terminar seu propósito. Os dois desceram até a rua para fumar um cigarro, tomar alguns goles de cerveja e voltar ao lar para acabar mais uma quinta-feira em grande estilo. Nove tragadas e três copos de cerveja eram mais que suficientes para deixá-lo em um estado benevolente e bastante agradável. Bateram um papo, contaram boas piadas sobre a vida medíocre que cada um deles levava e nosso personagem pôde fazer algumas novas amizades que provavelmente nunca mais voltaria a ver.
.
O caminho de volta no velho ônibus não foi tão agradável assim, pois àquela altura gostaria muito de ouvir uma bela canção, mas não havia nenhum meio disponível para tal. A leitura talvez viesse a calhar, mas Don Quixote não era o livro mais apropriado para o momento. Bukowski ou Hemingway cairiam bem, porém não havia um modelo útil disponível. Aproveitou a brisa que chegava pela janela e contentou-se apenas em admirar as luzes e os carros que passavam em alta velocidade.
.
Image by Donnie Ray Jones
.
Outra vez em casa. Cansado, feliz e lembrando-se de como existem pessoas apaixonantes a cada nova esquina. Girou as chaves e cumprimentou os cães que o aguardavam com uma felicidade incomum. Abriu a geladeira e agradeceu aos céus por encontrar uma bela porção de lasanha que ainda sobrara do almoço. Era um caso raro chegar ao lar e não ter que encarar pela frente mais um prato de arroz e bife como vinha acontecendo nos últimos quinze anos, sem interrupções. O mesmo prato por mais da metade da vida costuma, ao menos, ficar um pouco enjoativo.
.
Carregando o peso de mais um dia de estudos e trabalho, atirou-se de cabeça na Internet para se atualizar sobre as notícias de última hora e pesquisar artigos de cultura inútil. Durante esse pequeno passeio, acabou descobrindo que um álbum da Alanis Morissette havia vendido mais de trinta milhões de cópias ao redor do mundo. Como um disco dela poderia ter feito tanto sucesso assim? Era óbvio que subestimava seu talento e precisava comprovar por si mesmo que tinha algo errado em suas próprias concepções. Graças a internet, ouvir o disco em tempo real não foi problema algum. Seus avós não faziam ideia do quanto tudo é fácil nos dias de hoje. Informação, sexo e violência. O mundo se tornou uma estação aberta para todo o tipo de alegrias e desgraças.
.
Image by Fe Ilya
.
Já o disco, meu Deus! Fazia tempo que uma descoberta musical não o pegava de surpresa. Que voz, que belas composições. Talvez merecesse mesmo ter vendido tanto. Talvez. Depois de muito ouvir, ainda carregava uma pequena dúvida. Não conseguia ter absoluta certeza se o álbum era realmente incrível ou se estava pouco a pouco virando bicha. Não que tivesse dúvidas concretas sobre sua masculinidade, mas não lembrava-se de ter conhecido algum heterossexual que considerava Jagged Little Pill um dos seus CDs favoritos ou que fosse seu fã incondicional. O único amigo que admitia esse gosto peculiar, tinha Buffy, A Caça Vampiros  como sua série de TV preferida, portanto não poderia ser levado 100% em consideração.
.
Voltou à cama enquanto You Oughta Know tocava pela terceira vez e aos poucos foi deixando o sono lhe dominar. Uma aula de revolta para expressar angustias em grande estilo. Provavelmente o cara tenha sido mesmo um grandessíssimo filho da puta, porém, acreditava, e hoje tem ainda mais certeza, que mulheres rancorosas nunca conseguem ser totalmente racionais quando lidam com certas mágoas, por isso era difícil digerir com convicção todas aquelas insinuações. Era ótimo sentir o edredom esquentar-lhe o corpo em uma noite fria. O efeito do álcool e dos cigarros persistia levemente. Nem percebeu quando seus olhos se fecharam. Cair no sono embriagado era o segundo modo para adormecer que mais lhe agradava.  O primeiro era, sem nenhuma dúvida, deixar-se levar depois de um belo orgasmo enquanto uma linda garota acariciava os seus cabelos. Infelizmente, esse não fora o caso naquela noite.
.

Incógnitas e certezas

Minha memória não andava lá essas coisas! Estava abusando um pouco da hospitalidade alheia. Não valia a pena viver como um rock star se você ainda não fosse um. Ainda bem que eu tinha consciência suficiente para lembrar-me que as segundas-feiras eu precisava retornar ao mundo real.
.
Estar fora de controle desde as 14h podia parecer um pouco preocupante, mas não era motivo para reclamações. Seria muita hipocrisia dizer que não me agradava. Cervejas, cigarros e as cinzas espalhadas pelo tapete. Estávamos tocando cada vez melhor. Era impossível não gargalhar ao menos uma vez. Tinha motivos de sobra para estar feliz. A depressão certamente nunca seria o estilo de vida certo para mim. O humor sempre foi uma arma eficiente para vencer obstáculos emocionais. Uma vez ouvi dizer que só começamos a amadurecer quando conseguimos rir daquilo que um dia nos fez chorar.
.
Image by Sergio Fabara Muñoz
.
Antigos desejos voltaram a bater na minha porta. Nem todos foram o que desejava, mas não seria certo recusar tais presentes. Muitas vezes as coisas acontecem de um modo totalmente diferente daquilo que planejamos e fico impressionado quando aparecem no momento que menos se espera. Graças aos céus ela era linda, senão me arrependeria muito por tê-la cortejado tanto. Porém tinha certeza que algo muito bom ainda estava por vir, portanto seria ótimo ter paciência e perceber as verdadeiras intenções. Não é nada agradável dar com a cara no muro, mas, o que podemos fazer, somos humanos e ocasionalmente falhamos.
.
Apreciar um excelente almoço em uma bela tarde de domingo também pode ser reconfortante. A companhia faz toda a diferença e o estado de espírito contribui com o sabor da refeição. Espero que meu saquê nunca fique amargo, não seria um bom sinal. A única parte difícil do trajeto é ter de lidar com pessoas indesejadas em um ambiente inóspito, isso se você não está 100% sóbrio há um par de horas. Fica difícil passar boa impressão quando não temos intimidade para dizer a verdade ou escolher um ótimo jogo de palavras para fugir da situação. Nem sempre uma pessoa que lhe conhece há mais de cinco anos pode te deixar a vontade em encontros repentinos. Sendo novo ou velho, a sátira da vida sempre continua.
.
Image by Jokerverges

.
Preciso arrumar tempo para preencher minha lacuna de inspirações. Não têm sido fácil escrever ou compor, mas geralmente o que menos me agrada acaba sendo o que todos mais apreciam. Uma ironia que deixa-me dúvidas com relação ao meu real senso de qualidade. Quem sabe um novo amor fosse ideal para lançar-me em busca de novos horizontes? É uma pena não termos capacidade de controlar nossas paixões, mas podemos sempre estar abertos a novas experiências. Aquela pequena e linda garota talvez possa te levar a lugares aos quais você nunca sonhou visitar. Viver sempre será uma infinita incógnita, por isso tudo continua valendo a pena.