Rancor

Eu queria mesmo poder dizer que nossa relação foi única e inesquecível. Realmente gostaria de lembrar que todos os momentos passados ao seu lado foram maravilhosos e inigualáveis. Adoraria gritar ao mundo que você me fez feliz como ninguém antes havia feito. Mas, infelizmente, eu não posso. Mesmo que parte destas palavras algum dia tenham sido verdade, sou rancoroso demais para esquecer as feridas que sua rejeição me causou. Ainda não tenho maturidade suficiente para esfregar as cicatrizes e recordar de tudo como algo lindo que já não existe mais. Talvez nunca consiga ter. Os anos passaram e não fui capaz de apagar essas emoções. A culpa não é completamente sua, eu sei, porém, essa é a forma que eu encontrei para lidar com tais sentimentos.

Eu verdadeiramente te amei como nunca havia amado ninguém até então e faria de tudo para estar sempre ao seu lado. No entanto, você não acolheu esse amor e preferiu seguir seu próprio caminho. Você teve seus motivos. Eu entendo, mas não posso aceitá-los. Não posso, porque consigo imaginar vividamente tudo que teríamos alcançado juntos e porque tenho certeza que ninguém a faria feliz da forma que eu poderia. Sei que ninguém se dedicaria tanto. Eu me abri e me entreguei da forma mais sincera possível. Jamais havia feito isso com ninguém. E por causa dessa vulnerabilidade eu tentaria alcançar o impossível para ver o sorriso em seu rosto. Dividiria meus sonhos e certezas para andar contigo lado a lado. Como dois. Iguais. Unidos. Sempre. Construiríamos uma vida linda juntos. Eu sabia. Eu tinha essa certeza. Mas você não. Talvez você teve medo que eu não pudesse cumprir minhas promessas ou que não seria um companheiro digno para buscar nos mais íntimos detalhes o que havia de melhor em você. Eu acreditava em mim. E lamento do fundo do meu coração que você não tenha acreditado.

Hoje, depois de todos esses anos, consigo desejar o melhor pra você, mas não posso manter nenhum tipo de contato nem fingir que tudo está bem, porque provavelmente nunca estará. Não entre nós, pois nunca vou esquecer o quanto nossa história me fez sofrer e essa dor ficará guardada para sempre em meu coração.

Não quero mais ouvir a sua voz. Não preciso de sua amizade. Não desejo a sua aprovação. Ver-te por ai não me trará nenhum sentimento bom. Mas apesar de tudo, espero que você esteja bem. Porém, bem longe de mim.

Ainda não encontrei um modo para amansar este rancor e espero que algum dia ele me abandone. Quando esse dia chegar, serei maduro o suficiente para lembrar do seu rosto com certo carinho e entender que tudo o que passamos juntos foi uma fase fabulosa de aprendizados e descobertas que me fez entender muitas coisas boas e ruins que a vida tem a nos oferecer.

______________________
Imagem: Jenavieve

Anúncios

Um dia irão se lembrar

O grito desesperado de um sem-teto tira minha concentração. Sou alvo fácil para aqueles que me querem mal.

Três goles, dois tragos e um sorriso. Posso vê-la ao longe, mas ela finge não estar lá. Apenas por diversão. Apenas para rir daqueles que a admiram. Seus toques são sonhos. Os beijos safiras.

Semeio os gestos com carinho, pois sei que o amor um dia brotará em você.

Aparo os galhos tristes para que a felicidade volte a brilhar.

Adubo a verdade e despisto as mentiras em nosso caminho.

O mundo é cruel para aqueles que são puros, mas o brilho nos seus olhos acalma qualquer aflição.

Sei que não posso esperar dos outros aquilo que nunca poderei ser. Porém, finjo que minha hipocrisia desaparecerá junto ao aroma de seu perfume.

Fecho meus olhos. Sonho. Deliro.

Um dia serei algo que todos irão lembrar.

__________
Image: Frank Carman

Em um querido lugar

Uma hora e meia de viagem até os confins de uma das maiores cidades do mundo. Enfrentando a poluição, o tráfego e o interminável caos por um encontro que nem mesmo era meu. Buracos infinitos e uma mediocridade visual que não via há tempos. Um ritual que não estava em meus planos, mas que fui obrigado a fazer por lealdade e compreensão diante daqueles que sempre me quiseram bem.

Um mausoléu no meio do nada que abrigava as mais frágeis e inconsoláveis almas. De rostos machucados pelo tempo e com os corpos exaustos por tanta luta e dor. Em uma fila fatídica, não cessavam de chegar. Apesar do medo e da angústia, abrigavam uma fé que, para nós leigos, era incompreensível.

Image by Alistair Paterson

De um lado a dor, o sofrimento e a fé em busca de uma nova vida, de um sonho e de uma chave que lhes abrisse as portas para a estrada da felicidade. Do outro, um homem tentando lhes ensinar o verdadeiro caminho em troca de alguns sacrifícios impossíveis e demasiado injustos para pessoas naquela miserável situação.

Em meio a tudo aquilo, não soube em qual lado me apoiar e simplesmente me perdi em uma onda de pensamentos solitários que me guiaram à imagem de uma só pessoa, em um querido lugar, no lado esquerdo do peito.