Ódio

Eu quero que você morra, sofra, sangre e chore. Que pegue uma doença por cada pessoa que você prejudicou. Que bata o carro, quebre os dentes, o nariz, a boca. Que desloquem sua retina, furem seus olhos e riam do seu desespero.

Desejo que te enquadrem, prendam-no e o torturem. Que você fique aleijado, paralítico ou tetraplégico. Que dependa dos outros. Que passe as noites em claro. Que o remorso mastigue sua alma. Que o sabor de seu café esteja sempre amargo. Que nunca mais consiga sorrir.

Torço para que você mendigue. Seja despejado. Que tomem seus bens. Arranquem suas unhas. Te estuprem. Que passe frio, fome e volte humilhado para sua terra. Que não tenha ninguém. Que seja assaltado, espancado, morto. Tenha câncer. Fique cego. Surdo. Mudo.

Espero que seus filhos tenham vergonha de você. Que sua família finja que não te conhece. Que seus amigos virem a cara ao vê-lo andando pela rua. Que seus pais chorem ao saber de suas trapaças.

Projeto a ti apenas o mal.

E mesmo que ainda possa ter a satisfação de presenciar o seu declínio e fracasso completos, sei que a sua desgraça nunca trará nada de bom a ninguém, muito menos a mim.

Rezo para que um dia consiga esquecer que você existe.

________________
Imagem: Jon Bunting